Ferramentas Pessoais
Buscar Acessar

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

SUCESU 50 anos
Faltam 999
Navegação

Computador bem-humorado?

Microsoft programa computador com cartuns de revista e frases de concurso de piada para que máquina tenha alguma compreensão de humor.

Desde 2005, a última página da New Yorker apresenta um cartum sem palavras e em preto e branco, e a legenda mais engraçada enviada por um leitor é publicada na edição seguinte.

O concurso de legendas da revista se tornou um dos pontos favoritos dos leitores na última década e o departamento de cartuns recebe cerca de 5 mil entradas por semana. Isso se transformou em um número enorme de piadas para peneirar -- particularmente para o assistente de Bob Mankoff.

O editor de cartuns da New Yorker, de 71 anos, diz que o tempo médio de seus assistentes no cargo é de mais ou menos dois anos porque ele continua deixando-os esgotados.

“O processo de olhar 5 mil entradas de legendas por semana normalmente destrói suas mentes em cerca de dois anos, e aí eu tenho que conseguir outra pessoa”, diz Mankoff. “Isso é um pouco assustador. É como ficar cego com a neve; você fica com o humor cego”.

Em breve, os assistentes de Mankoff poderão conseguir certo alívio na forma de um assistente para eles mesmos: um sistema de inteligência artificial com senso de humor.

Mankoff colaborou com pesquisadores da Microsoft em um projeto de inteligência artificial que visa ensinar a um computador o que é engraçado.

Eles estão alimentando um software com IA com um arquivo de cartuns da New Yorker e as entradas do concurso de legendas, para dar às máquinas alguma compreensão a respeito do humor (ou do conceito de humor da New Yorker, pelo menos).

Um pesquisador da Microsoft vai apresentar as descobertas hoje, 13 de agosto, na conferência de dados KDD, em Sydney.

Fonte: Exame

registrado em: