Como funciona a gamificação aplicada na educação

A gamificação na educação pode aumentar os níveis de engajamento e interesse dos alunos, por meio de material educacional associado à dinâmica e mecânica de jogos. Este método melhora as habilidades particulares dos estudantes e otimiza o seu aprendizado.

Geralmente, os jogos são os primeiros métodos que as crianças usam para explorar as habilidades de pensamento relacionadas à criação, avaliação, análise e aplicação de novos conhecimentos. Aplicar seus elementos no ensino promove aprendizagem em grupos durante experiências imersivas. 

Não à toa, as atividades gamificadas nos ambientes de educação tornaram-se uma tendência no Brasil. Acompanhe este artigo para entender o significado de gamificação, suas vantagens e como ela pode aprimorar os processos de ensino e aprendizagem.

O que é gamificação

De modo simplificado, a gamificação refere-se ao uso de elementos de jogos em contextos não relacionados ao entretenimento. Por exemplo, criar pontuação para cumprir tarefas acadêmicas, obstáculos lúdicos e competição entre os alunos. 

A gamificação também pode ser definida como um conjunto de atividades e processos para resolver problemas usando as características dos princípios de jogos, com o objetivo de fornecer diversão e estímulo para os estudantes. 

Os projetos de gamificação se tornaram cada vez mais comuns em contextos que não se restringem ao entretenimento, como criação de sites, estratégias de marketing, aplicativos corporativos e até mesmo em atividades empresariais.

Inclusive, 94% das empresas brasileiras acreditam que treinamentos gamificados são fundamentais para aumentar a performance e estimular a equipe de vendas. Em vista disso, elas apostam na gamificação para ter melhores resultados na Black Friday de 2021

De fato, a gamificação ajuda a gerar engajamento dos participantes envolvidos em quaisquer atividades e na educação não é diferente. Ela é uma abordagem que facilita o processo de aprendizagem e torna o conhecimento mais dinâmico, rápido e envolvente.

Benefícios da gamificação na educação
Um plano com aulas gamificadas oferece diversas vantagens ao processo de ensino, principalmente, para ajudar a reduzir a falta de interesse dos estudantes em sala. Confira os principais benefícios:

Mais engajamento com o conteúdo
Aulas gamificadas estimulam os alunos a se envolverem com o conteúdo em um ambiente de aprendizagem informal e eficaz, além de ajudá-los a aprender conteúdos e reter informações. 

Mais cooperação
Os alunos podem trabalhar em direção aos objetivos do grupo, cooperando com uma equipe em um ambiente competitivo. Isso estimula o compartilhamento de ideias, debates, pensamento crítico e os processos de pensamento estratégico.

Feedback Instantâneo
A gamificação permite que os alunos realizem as atividades com metas mensuráveis ​​e em tempo real. Isso possibilita que eles obtenham feedback dos professores à medida que os objetivos são alcançados.

Motivação
Os pontos, prêmios e busca por avançar os níveis ajudam a motivar os estudantes.

Além disso, os efeitos da gamificação ativam a neurotransmissão no cérebro. Ela ajuda a liberar dopamina, neurotransmissor responsável por levar informações para várias partes do corpo e aliviar o estresse oxidativo. 

Veja mais benefícios: 

  • Maior interação social e participação dos alunos em sala.
  • Aulas mais dinâmicas.
  • Desenvolvimento da criatividade, autonomia e colaboração.
  • Promoção do diálogo.
  • Maior absorção e retenção do conteúdo.
  • Estímulo ao protagonismo e à resolução de problemas.
  • Aprendizado de forma lúdica.
  • Melhora de resultados e desempenho.
  • Estímulo ao desenvolvimento de competências socioemocionais.

Como aplicar a gamificação na educação
Professores e a direção escolar podem implementar a gamificação de várias maneiras em inúmeras áreas. Apesar de muitas escolas já utilizarem aplicativos e jogos educacionais por meio de computadores e tablets, nem tudo precisa ser focado na tecnologia.

Ao contrário da aprendizagem baseada em jogos, onde os alunos aprendem enquanto brincam, a gamificação consiste em integrar os elementos dos jogos em outras atividades dentro da sala de aula. 

Veja alguns elementos de jogos que podem ser usados ​​para envolver e motivar os alunos:

  • Narrativa.
  • Diversão.
  • Aprendizagem com desafios que mudam de níveis. 
  • Performance. 
  • Indicadores de progresso (por meio de pontos e tabelas de classificação). 
  • Conexão social.
  • Controle do jogador.

A melhor combinação é aquela que cria um envolvimento sustentado, considera as necessidades exclusivas dos alunos e faz mais do que apenas utilizar pontos e níveis para motivar os “jogadores”. 

Os sistemas de gamificação assertivos são compostos por narrativa e conexão com alunos, a fim de realmente cativar o interesse deles. Veja alguns exemplos de ações para implementá-los:

Criar competição
Por meio de uma competição saudável, os alunos despertam um sentimento de conquista a cada tarefa vencida. Por exemplo, sempre que um aluno não entregar as lições no dia e horário correto, o professor ganha um ponto. Se os estudantes seguirem as normas corretamente, eles pontuam.  
Quando a classe vence, o professor pode oferecer recompensas, como intervalo estendido ou menos tarefas de casa. Isso ajuda a introduzir procedimentos e novas expectativas comportamentais. 

Pontuação
Essa prática inspira os alunos a ver aulas tradicionais sob uma nova luz. Os sistemas de pontuação também podem funcionar bem para tarefas não acadêmicas, como arrumar a sala de aula, fazer fila em ordem correta etc.

Criar obstáculos lúdicos
Um dos princípios básicos da gamificação é o uso de mecanismos de incentivo por meio da apresentação de barreiras lúdicas (ou desafios). Elas podem ser acadêmicas, comportamentais, sociais e até mesmo de locomoção no ambiente escolar.

Comparar desempenhos personalizados
Assim como os videogames oferecem uma análise personalizada do desempenho do jogador no final de cada nível, os professores podem coletar informações de desempenho, acompanhar o progresso e adaptar regras, recompensas e missões para motivar ainda mais os alunos.

É importante ressaltar que equilíbrio é crucial. A gamificação é importante na educação, mas é essencial que o aluno não se sinta dependente dos elementos dela. Implementada corretamente, é uma abordagem saudável que ajuda a modernizar a educação na Era Digital.

Visto que a gamificação aumenta o envolvimento, a consciência e a produtividade dos alunos, ela também melhora o desempenho da organização. Portanto, é uma estratégia imprescindível para aprimorar os processos de aprendizagem e ensino, assim como tornar a sala de aula um local mais agradável para os estudantes. 

Conheça os serviços da Sucesu Minas, a mais relevante e atuante sociedade de tecnologia de Minas Gerais.

Há 50 anos fomentando o mercado mineiro com as melhores práticas globais do setor, incluindo as iniciativas públicas e privadas, contribuímos para a difusão dos assuntos pertinentes à tecnologia e educação, criando debates e troca de experiências.

Você ainda não é um associado? Faça parte da maior comunidade de empresas e profissionais de Tecnologia e Inovação de Minas Gerais e tenha benefícios exclusivos! Saiba mais clicando aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.