Conexão 5G promete economia da bateria do smartphone

Sistema está em desenvolvimento – com lançamento previsto para 2020 – e promete desbancar o 4G por ter maior eficiência energética.


A tecnologia por trás da conexão 5G ainda está em desenvolvimento e só deve chegar em 2020. Entretanto, a substituta do 4G promete trazer um benefício muito desejado pelos usuários assíduos de smartphones: economia na bateria.

Ainda na fase inicial do projeto, o novo tipo de conexão será o quinto a ser utilizado por aparelhos móveis e promete um aumento considerável na eficiência energética – além de possibilitar conexão de 20Gbps, contra 16Gbps do 4G.

Segundo o professor da PUC-RJ Rodrigo Lamare, a conexão 4G não pode continuar sendo utilizada justamente por “ter problemas sérios de custo de energia” – que transformam um usuário frequente de smartphones em um dependente da tomada e carregador.

A conversão da informação em sinal consome muita energia e exige muito da bateria dos smartphones. Este foi o ponto de partida para os cientistas que trabalham na ideia e, segundo Lamare, “fala-se até de economizar bateria para que seja preciso recarrega-la a cada 30 dias”.

Entretanto, o sistema 4G continuará sendo utilizado como uma rede de backup – situação semelhante a do sistema 3G, que cobre as áreas onde o 4G não funciona muito bem.  Pelo menos por um tempo o carregador ainda será um item indispensável na bolsa do usuário de smartphones.

Testes

Testes do sistema no Brasil começam este ano com a Sony Ericsson. Segundo a companhia, uma parceria com a Claro e o governo federal possibilita que os primeiros testes do sistema na América Latina sejam feitos no Brasil. Hans Vestberg, presidente-executivo da companhia, acredita que a tecnologia possibilitará a “próxima geração de banda larga móvel e a Internet das Coisas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.