Smart cities e segurança pública

Smart cities e segurança pública

O crescimento populacional nas cidades, é o que impulsiona a busca por alternativas tecnológicas para melhor atender a sociedade, e garantir uma boa qualidade de vida. Estamos em uma era em que a inovação tecnológica chega com força. E foi apenas uma questão de tempo até que estas novas tecnologias, com base em inteligência artificial, passassem a auxiliar, toda uma cidade. Pensar em cidades inteligentes pode remeter aos filmes de ficção, com carros voadores, e, embora ainda não tenhamos chegado a isso, a tecnologia tem se tornado uma forte aliada para ajudar a manter e gerir melhor uma cidade, principalmente para ações de segurança pública.

Você sabe o que caracteriza uma cidade inteligente? A transformação das cidades deverá focar em recursos tecnológicos, para auxílio à segurança pública, com o uso de equipamentos como câmeras de vídeo. O uso dessas tecnologias permite que atitudes sejam tomadas com mais rapidez. Como exemplo, casos que necessitam de intervenção policial, serão atendidos com mais agilidade, além de possibilitar o trabalho preventivo através da análise dos dados. Ou seja, as ações de inteligência das forças de segurança refletem diretamente no cenário diário da região monitorada.

Quer entender um pouco mais sobre as smart cities, ou cidades inteligentes, e como vai funcionar a segurança pública nelas? Confira.

Afinal, o que são as smart cities?

As smart cities são cidades que focam na qualidade de vida dos cidadãos, oferecendo recursos que possibilitam uma melhor qualidade de vida, com um convívio saudável, integrado, valorizando inúmeros setores que deveriam ser prioridades nas políticas públicas, como a segurança, saúde e educação.

Hoje, especialistas citam como inevitável a adoção de tecnologias como a Internet das Coisas (IoT), Wi-fi, big data, cloud computing e mobile apps, suportados por estruturas de fibra ótica, redes móveis, data centers, e dispositivos adequados que permitirão responder aos desafios e à visão transformadora das cidades urbanas. Uma cidade inteligente usa a tecnologia da informação e comunicação (TIC) para a melhora na eficiência operacional, compartilhando informações com o público e fornecendo uma melhor qualidade de serviços governamentais e de bem-estar dos cidadãos. As smarts cities, não são mais um conceito ou um sonho futuro, muitas delas já começam a ganhar soluções inovadoras baseadas na Internet das Coisas, prezando a integração da tecnologia como uma aliada nas políticas públicas das cidades.

Com um suporte tecnológico, é possível ter mais eficiência em todos os setores de gestão e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. As principais vantagens destas cidades inteligentes são:

  • Otimizar recursos;
  • Integrar as fontes de informação tanto da rede pública quanto da rede privada;
  • Tornar as tomadas de decisões mais humanas e estratégicas, já que a acessibilidade aos dados e necessidades do município é um ganho que reflete em todas as camadas da administração pública;
  • Entre outras.

Uma cidade inteligente se torna atrativa para novos negócios e investidores, o que contribui com o avanço econômico da região.

Segurança pública e a importância da tecnologia nas smart cities

Utilizar a tecnologia nas smart cities é uma das principais características da inovação, que garante a proteção necessária da população. Com sistemas automatizados e modernos, e com o uso de monitoramento, é possível observar a movimentação das pessoas, como também a identificação de possíveis carros roubados ou furtados, em tempo real, o que aumenta a perspectiva de solução do caso. Estes monitoramentos são feitos por câmeras de vigilância 24 horas por dia, instaladas em pontos estratégicos. O sistema visa inibir ações que ameaçam a segurança dos moradores e preservam a integridade dos bens comuns.

Como é feita a segurança nas smart cities?

A segurança de uma cidade inteligente se faz com o uso de tecnologia  e meio da conscientização coletiva da população. A melhor maneira de atingir os objetivos traçados é criando uma comunidade inclusiva, em um ambiente de espaços e serviços que sejam acessíveis a todos os moradores. Desta forma, elimina-se a discriminação e promove-se a integração de todos.

A maior parte da segurança pública, é feita por meio de monitoramento de câmeras multifuncionais, que buscam por uma mobilidade mais sustentável. A mobilidade urbana conta com uma tecnologia inteligente, que pode contar por exemplo; quantos carros estão passando em uma determinada via, e, a partir destes dados gerados, é possível evitar os engarrafamentos, cruzando-os em tempo real, fazendo com que os semáforos sejam rapidamente alterados, evitando que os veículos fiquem muito tempo parados. Esta, por si só, já é uma vantagem para o bem-estar da população, pois os engarrafamentos são um dos maiores motivos de estresse na atualidade.

O meio ambiente também ganha atenção especial neste contexto. Além dos incentivos aos meios de transportes mais conscientes, como bicicleta e carros compartilhados, o lixo doméstico também usa soluções ecológicas. Os resíduos domésticos dos prédios residenciais têm o lixo sugado das cozinhas e vai para uma rede subterrânea de túneis interligados aos centros de processamento, auxiliando na limpeza urbana. As cidades passam a oferecer painéis e aplicativos com informações turísticas entre outras, úteis para os cidadãos, sendo disponibilizados em fácil acesso, além de contar com uma rede de Wi-fi em espaços públicos urbanos.

Nas smart cities, a violência é combatida de maneira eficaz por meio de videomonitoramento, que ajuda a reduzir os índices de violências e crimes na cidade. Para isto, contam com a tecnologia de monitoramento de imagens em ambientes escuros, com câmeras ultra low light, que fazem gravações coloridas quase no breu, ou seja, existem ainda muitos outros fatores que inibem a criminalidade. Mas a segurança é um ponto muito valorizado nas smart cities. Além das imagens coletadas, os bancos de dados auxiliam na localização de foragidos e até mesmo de pessoas desaparecidas, tornando esse um serviço fundamental para garantir o direito de ir e vir das pessoas com total segurança e integridade.

Os carros de polícia ganham tecnologia, e são rastreados, para melhor efetividade das ações policiais, com o uso de tablets que auxiliam no deslocamento e no trajeto, por meio de mapas. Quando os recursos públicos são aplicados em tecnologia, focados em um bem comum, é possível alcançar soluções  de desenvolvimento e crescimento de uma região, por meio de soluções tecnológicas visando sempre à qualidade de vida.

Quer saber mais sobre tecnologia e suas inovações? Confira os demais conteúdos em nosso blog.

 Você ainda não é um associado(a)? Faça parte da maior comunidade de empresas e profissionais de Tecnologia e Inovação de Minas Gerais e tenha benefícios exclusivos! Saiba mais, clicando aqui!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.